Como usar o WhatsApp na gestão do condomínio

Uso do aplicativo tem prós e contras, entenda como empregá-lo da melhor forma

“Eu te mandei um 'zap', você viu?”

Essa pergunta, cada vez mais comum em todos os tipos de ambientes, chegou também na esfera da gestão condominial.

Apesar da larga oferta de aplicativos de gestão e comunicação específicos para os condomínios, muitos síndicos usam o WhatsApp para se comunicar com moradores, funcionários e outros participantes da administração do condomínio.

Com isso, a pergunta acima pode estar cada vez mais presente na vida do síndico ao entrar no elevador, encontrar um vizinho na garagem ou ao chegar no condomínio para uma reunião.

Existem diversas maneiras de usar o aplicativo de mensagens na gestão do condomínio, e não há uma resposta definitiva sobre se o uso é positivo ou não para todos os empreendimentos.

O que é unanimidade entre os especialistas, porém, é que o WhatsApp não deve ser o canal oficial de comunicação entre a administração e os moradores.

O canal oficial pode ser um e-mail, um aplicativo do próprio condomínio, o livro de ocorrências, o site do condomínio, entre outros.

E, assim como no WhatsApp, é fundamental que o síndico não deixe o morador sem resposta.

Em 2017, o Brasil já contava com mais de 120 milhões de usuários do WhatsApp. Essa facilidade de poder se comunicar em tempo real com seus contatos pode ser um ponto positivo para a gestão condominial.

Além da forma privada – mensagem direta entre duas pessoas - há duas maneiras de se comunicar pelo WhatsApp: listas de transmissão ou grupos.

Essa forma, porém, não é unanimidade também.

No grupo, as pessoas podem interagir entre si, responder a perguntas uns dos outros, e é uma forma mais democrática de comunicação.

Deve haver, porém, muita atenção a quem é adicionado ao grupo, uma vez que um grande volume de informações sobre o empreendimento e seus moradores passa por ali.

Apesar de ser mais democrático, o grupo tem um ponto crítico para a vida cada vez mais corrida: o volume de mensagens pode ficar muito grande, impossível de acompanhar.

Como tudo em condomínio, é fundamental que o grupo de WhatsApp tenha regras claras de uso.

Além de deixar claras as regras, é dever do síndico, ou administrador, fazer com que as mesmas sejam cumpridas.

Evitar esse volume de mensagens desnecessárias ajuda muito o grupo a fluir como se deve: uma forma rápida de se comunicar com a gestão do condomínio.

É inegável: cada vez mais vemos problemas envolvendo o uso indevido de redes sociais.

Com o WhatsApp não é diferente. Isso porque algumas pessoas ainda têm a ilusão de que podem se comportar de qualquer maneira no mundo virtual. Nada mais longe da verdade.

Mais uma vez se faz importante ter regras claras e exigir seu cumprimento no grupo do condomínio.

“Quando há agressões entre condôminos, por exemplo, o síndico não pode ficar inerte. Ele deve chamar a atenção dos envolvidos e, inclusive, remover do grupo caso a situação se repita”, ensina ele.

Outro cuidado é que o síndico deve se posicionar, sempre, quando houver uma reclamação, com risco de ser considerado negligente.

Grupos do tipo também podem ser ruins para moradores ou condôminos dispostos a exagerar no tom das ameaças ou xingamentos contra o síndico.

Contato

Rua Doutor Mario Rego dos Santos - nº 36

Vila Laura

Cep: 40270-200

 

Tel: (71) 3234-9150

email: comercial@raneadm.com.br

Condomínio Online
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

© 2015 Todos os direitos reservados.